Itamaraty tira nota com duras críticas ao embaixador da China no Brasil



Depois de 24 horas sem falar, o Itamaraty decidiu responder ao comunicado divulgado pela embaixada da China no Brasil, após o deputado federal Eduardo Bolsonaro acusar o país asiático de “espionagem” por meio da tecnologia 5G nesta semana.
Eduardo Bolsonaro é presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara.

A embaixada repudiou a mensagem publicada no Twitter pelo filho do presidente da República — e apagada após a repercussão negativa — e disse, entre outras coisas:

– Cessem as calúnias ou vão arcar com as consequências.

Em nota rebatendo o texto da embaixada, o ministério de Ernesto Araújo afirmou não ser apropriado que agentes diplomáticos da China no Brasil tratem de assuntos por meio das redes sociais.

O atual embaixador comunista da China já deveria ter sido expulso do Brasil, uma vez que interfere de modo desrespeitoso a questões de interesse nacional.

É isto.


Participe do nosso grupo de Whatsapp e receba notícias em primeira mão!

Notícias Recentes:


Leave a Reply

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.