Governador de Minas se nega a assinar nota de governadores contra Bolsonaro



O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (NOVO), reagiu à nota de repúdio de um grupo de governadores contra o presidente Jair Bolsonaro, publicada nesta segunda-feira (1º). No documento, 19 governadores de estado criticam o presidente por ter divulgado publicamente os repasses do governo federal para cada estado do país. Eles acusam Bolsonaro de “priorizar a criação de confrontos” e promover o “enfraquecimento da cooperação federativa”.

Em meio a uma pandemia de proporção talvez inédita na história, agravada por uma contundente crise econômica e social, o Governo Federal parece priorizar a criação de confrontos, a construção de imagens maniqueístas e o enfraquecimento da cooperação federativa essencial aos interesses da população – escrevem os governadores.


Está gostando? Participe do nosso GRUPO no TELEGRAM ou do nosso GRUPO de Whatsapp e saiba das notícias em primeira mão!

Romeu Zema, por sua vez, decidiu não assinar a nota e pregou a união dos chefes de Executivo estadual e do chefe do Executivo nacional. Zema afirmou que “embates políticos devem ficar em segundo plano”.

– O governador Romeu Zema acredita que o momento é de união em torno de soluções no combate à pandemia, com a aceleração do processo de vacinação e o financiamento dos leitos de UTI. Ainda segundo o governador, embates políticos devem ficar em segundo plano, com foco na solução de problemas – disse nota do governo de Minas Gerais.

Além de Zema, não assinaram o documento os governadores Gladson Cameli (PP-AC), Wilson Lima (PSC-AM), Ibaneis Rocha (MDB-DF), Reinaldo Azambuja (PSDB-MS), Marcos Rocha (PSL-RO), Antonio Denarium (PSL-RR) e Carlos Moisés (PSL-SC).


NOVIDADE!Participe do nosso CANAL no TELEGRAM ou do nosso GRUPO de Whatsapp e receba notícias em primeira mão!

Notícias Recentes:


Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.