Cirurgião de Doria e de famosos morre de Covid-19 mesmo após tomar 2ª dose da Coronavac



O cirurgião plástico Ricardo Gomes de Lemos, de 61 anos, morreu na madrugada do último dia (3), após complicações da Covid-19. Lemos era referência nacional em cirurgia de transplante capilar e teve como pacientes o governador de São Paulo, João Doria, o apresentador, Otávio Mesquita, e o técnico de futebol, Vanderlei Luxemburgo, que no ano passado precisou remover um câncer de pelo no nariz.

Lemos estava internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde o fim de março. Apesar da assistência médica, a doença evoluiu até culminar na falência múltipla dos órgãos do cirurgião.


Está gostando? Participe do nosso GRUPO no TELEGRAM ou do nosso GRUPO de Whatsapp e saiba das notícias em primeira mão!

Segundo o jornalista Sandro Barboza, da TV Band, Lemos já havia recebido a segunda dose da vacina contra a Covid-19, o que não impediu que seu quadro se agravasse, chegando a óbito.

Ricardo Lemos se formou pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) em 1985. Ao final do curso, recebeu o prêmio Prof. Edmundo Vasconcelos, como melhor aluno de cirurgia de sua turma. Nos 5 anos subsequentes, cursou as residências de Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo.


NOVIDADE!Participe do nosso CANAL no TELEGRAM ou do nosso GRUPO de Whatsapp e receba notícias em primeira mão!

Notícias Recentes:


Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.