Não é verdade que Governo Bolsonaro faz com que Nordeste produza trigo pela 1ª vez e colheita é surpreendente: “Superou até lavouras do Sul”



Conforme publicamos anteriormente estamos corrigindo a matéria checada pela Agência AFP onde diz que Governo Bolsonaro colhe trigo no Nordeste pela primeira vez.

Segue correção:


Está gostando? Participe do nosso GRUPO no TELEGRAM ou do nosso GRUPO de Whatsapp e saiba das notícias em primeira mão!

Não é verdade que o governo do presidente Jair Bolsonaro tenha feito o Nordeste produzir trigo pela primeira vez, como sugerem publicações compartilhadas mais de 54 mil vezes desde 11 de abril passado nas redes sociais.

Dados oficiais mostram que agricultores da Bahia já investiam no cultivo do grão desde meados da década de 1980.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) informa ainda que o plantio de trigo na Bahia está consolidado desde 2016, com uma área que varia entre 3 e 5 mil hectares por ano.

Esses conteúdos, na verdade, distorcem informações divulgadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em setembro de 2020. Na época, o governo federal anunciou a primeira colheita do trigo no Ceará — e não no Nordeste — com base em resultados obtidos por uma agroindústria no estado, com apoio técnico da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

De acordo com o texto, a introdução da cultura no Ceará ocorreu em 2019, para analisar a viabilidade de produção do cereal no estado, considerando as condições de solo e clima.

Mas apesar de a data do primeiro plantio no Ceará coincidir com o primeiro mandato de Bolsonaro, o plantio de trigo no Nordeste não é recente, de acordo com a Embrapa Trigo.

“Na Bahia, o trigo é cultivado desde meados dos anos 1980, principalmente na região Oeste”, relatou a instituição de pesquisa, por e-mail ao Comprova – projeto de verificação colaborativa do qual o AFP Checamos faz parte.

Essa informação é confirmada pelos dados oficiais de safras no Brasil. A Pesquisa Agrícola Municipal do IBGE informa a produção do cereal na Bahia nos anos de 1986 e 1987. Depois, ela é retomada por um curto período, entre os anos de 2003 a 2005, com o plantio se consolidando a partir de 2015.


NOVIDADE!Participe do nosso CANAL no TELEGRAM ou do nosso GRUPO de Whatsapp e receba notícias em primeira mão!

Notícias Recentes:


Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.