Marco Aurélio: ‘Bolsonaro fica gerando crise ao invés de trabalhar’



Questionado sobre as novas criticas do presidente Jair Bolsonaro ao STF, o ministro da Corte, Marco Aurélio Mello, disse, em entrevista, que o momento é de “temperança, de cerimônia entre os poderes”.

“Nada de partir-se para um papo que não condiz com a envergadura do cargo”, afirmou o decano do Supremo Tribunal Federal (STF) ao Antagonista nesta quarta-feira (14).


Está gostando? Participe do nosso GRUPO no TELEGRAM ou do nosso GRUPO de Whatsapp e saiba das notícias em primeira mão!
Continua após a publicidade

“O que está me preocupando é a fragilização das instituições. Isso preocupa muito. Decorre disso, de críticas ácidas, como tivemos há pouco tempo, do presidente da República. Não sei onde iremos parar”, disse.

Para Marco Aurélio, o “presidente nada nas crises à braçada”:

“Ele quer crise, que é a forma de ele falar aos eleitores dele. E ao invés de arregaçar as mangas para trabalhar, nesse momento da pandemia, ele fica gerando crises. Não entro nessa”.

Gazeta Brasil


NOVIDADE!Participe do nosso CANAL no TELEGRAM ou do nosso GRUPO de Whatsapp e receba notícias em primeira mão!

Notícias Recentes:


Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.