Adeus Hermanos! Brasil decide não renovar pacto naval com a Argentina



Governo federal também descontinuou as tratativas com o Uruguai.

Os acordos para o transporte marítimo que o Brasil tem com a Argentina e o Uruguai não serão renovados. É o que decidiu o governo federal na segunda-feira 3. Entre outros pontos, as tratativas estabeleciam que a movimentação de mercadorias entre portos dos países signatários seria feita em embarcações registradas em uma das nações.


Está gostando? Participe do nosso GRUPO no TELEGRAM ou do nosso GRUPO de Whatsapp e saiba das notícias em primeira mão!

A decisão brasileira já foi notificada às autoridades dos dois países. E não é inédita. Em 2020, o Brasil não renovou o convênio que mantinha com o Chile desde 1974. Além dos acordos com Argentina e Uruguai, o Brasil mantém tratados semelhantes com a Alemanha, Argélia, Bulgária, China, França, Polônia, Portugal e Rússia.

“Estamos com estes acordos em vigor há muitas décadas e seus balizadores estão defasados. Hoje, há uma variedade de produtos, de navios com diferentes configurações, legislações distintas para operação das embarcações.

Logo, é necessário ajustar estes parâmetros e não vejo muita dificuldade em fazermos estes ajustes”, informou, em nota, Carlos Alberto Nunes, coordenador de logística do Departamento de Análise Econômica e Políticas Públicas do Ministério da Agricultura, ao sugerir que novos acordos podem vir a ser negociados em breve, em outros termos. “[Enquanto isso] o transporte de mercadorias poderá ser feito por navios de qualquer bandeira, o que é positivo”, acrescentou.

Revista Oeste


NOVIDADE!Participe do nosso CANAL no TELEGRAM ou do nosso GRUPO de Whatsapp e receba notícias em primeira mão!

Notícias Recentes:


Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.