Lava Jato denuncia 11 funcionários por corrupção na Petrobrás. Banco Paulista e Bradesco também foram investigados.



O MPF-PR (Ministério Público Federal no Paraná) denunciou 11 pessoas pelos crimes de corrupção passiva, corrupção ativa, peculato e de lavagem de ativos, que causaram prejuízo de mais de R$95 milhões para a Petrobras, decorrentes de direcionamentos indevidos de contratos de câmbio.

De acordo com a denúncia, os operadores de câmbio da Petrobras direcionavam o fechamento de contratos para o Banco Paulista, que apresentava taxas muito abaixo do preço em relação aos demais bancos. Segundo o MPF, um operador da mesa do Bradesco também participava da organização.


Está gostando? Participe do nosso GRUPO no TELEGRAM ou do nosso GRUPO de Whatsapp e saiba das notícias em primeira mão!

A denúncia  foi protocolada na última sexta-feira pelo Núcleo da Lava Jato no Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). Faz parte de desdobramento da 74ª fase da operação Lava Jato, deflagrada em setembro de 2020, e que apurou esquema criminoso de manipulação artificial das taxas nas operações de câmbio celebradas entre o Banco Paulista e a estatal por meio da lavagem de dinheiro.


NOVIDADE!Participe do nosso CANAL no TELEGRAM ou do nosso GRUPO de Whatsapp e receba notícias em primeira mão!

Notícias Recentes:


Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.