Senador Marcos Rogério se pronuncia sobre voto impresso auditável após confronto entre Bolsonaro e ministros do STF



O senador Marcos Rogério pronunciou-se em defesa do voto impresso auditável após intenso confronto entre o presidente Jair Bolsonaro e Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, ministros do STF.

O senador lembrou que cabe ao Congresso a iniciativa de legislar: “Trata-se de uma análise democrática no âmbito do Parlamento Brasileiro, poder legitimamente constituído para votar emendas constitucionais. Não tem o menor sentido qualquer tipo de oposição de quem quer que seja sobre o processo propriamente dito. Ou seja, sobre as votações. Opiniões podem ser dadas por quaisquer pessoas, magistrados ou não. O fato de o Congresso estar discutindo o voto auditável não autoriza a quem quer que seja fazer ataques ou considerar isso um ataque à democracia. Ataque à democracia é não considerar como natural e legítimo que o Parlamento vote qualquer alteração. Na Câmara e no Senado estão os legítimos representantes do povo brasileiro”.



Está gostando? Participe do nosso GRUPO no TELEGRAM e saiba das notícias em primeira mão!

Neste contexto, o parlamentar alfinetou Barroso e enviou uma indireta: “É um contrassenso ver ardorosos defensores de direitos de minorias se arvorarem em críticas à busca do voto auditável, que representa, ao que se percebe, o anseio de um número considerável de brasileiros. O voto auditável está longe de ser um retrocesso. É um avanço democrático e dá uma segurança maior ao processo eleitoral. A proposta é ampliar o controle da higidez da votação, o que deveria ser louvado, e não criticado, como se faz, muitas vezes desonestamente”

O senador questionou a motivação dos que se opõem à auditoria das eleições: “Todos os dias vemos argumentos diversos de pequenos grupos que se colocam contra a implementação do voto auditável, como se conferir mais segurança e controle ao processo eleitoral fosse um retrocesso. Pergunto, qual o risco de implementar um mecanismo adicional para que, em caso de necessidade, tenhamos a auditagem dos votos?”

Marcos Rogério ressaltou, ainda, que também é autor de uma proposta nesse sentido: “O que buscamos é o aperfeiçoamento e a segurança do sistema de votação e apuração. No Senado, sou o autor da PEC que busca implementar o voto auditável nas eleições. A proposta aguarda a assinatura de 1/3 dos senadores para começar a tramitar. Das 27 necessárias, temos até o momento 16 nomes”.

Nesta toada, o parlamentar pediu que membros do TSE e do STF respeitem a soberania legislativa do Congresso Nacional: “Não se trata de pôr em dúvida o processo eleitoral, mas pergunto: que obrigação tem o eleitor de confiar de maneira absoluta que a urna eletrônica registrou corretamente o seu voto? Por que negar ao eleitor a obrigação de confiar em seu voto? Não é duvidar da lisura dos técnicos do TSE, mas saber que não há sistema perfeito. Espera-se que o TSE aguarde serenamente a decisão do Parlamento Brasileiro, democrática e soberana. Caso a PEC do voto auditável seja aprovada, que o TSE a cumpra integralmente, respeitando a democracia que tanto defendemos”.


NOVIDADE!Participe do nosso CANAL no TELEGRAM ou do nosso GRUPO de Whatsapp e receba notícias em primeira mão!

Notícias Recentes:


Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.