Alexandre de Moraes, Gilmar Mendes, Fachin e Barroso votam para tornar Roberto Jefferson réu por supostos ataques às instituições

Na madrugada desta sexta-feira (18), o Supremo Tribunal Federal (STF) iniciou o julgamento em que avalia se recebe ou rejeita a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o ex-deputado Roberto Jefferson por supostos “ataques às instituições”.

Relator do processo, Alexandre de Moraes votou para tornar o ex-deputado réu e remeter a ação penal à Justiça Federal no Distrito Federal.

Seguiram o mesmo entendimento até agora os ministros Gilmar Mendes, Edson Fachin e Luís Roberto Barroso. Outros sete magistrados ainda precisam se posicionar.

O ex-deputado é acusado pela PGR de ter praticado homofobia e crimes previstos na Lei de Segurança Nacional, recentemente revogada, e no Código Penal.

Avalie post