‘Amigo de Lula’, FHC diz esperar que governo Bolsonaro acabe o quanto antes

Em entrevista concedida à Cebri Revista, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) criticou o presidente Jair Bolsonaro. O conteúdo foi publicado nesta terça-feira (18).

FHC disse esperar que o atual governo termine o quanto antes.

“Espero que termine esse governo Bolsonaro o quanto antes, antes que o estrago seja muito grande. A volta não é difícil”, declarou.

O ex-presidente fez observações a respeito da política externa do atual governo. Ele defendeu também o diálogo com outros países. Para FHC, o Brasil não deverá encontrar grandes dificuldades para se inserir novamente no cenário internacional.

“É fácil voltar [ao cenário internacional] porque um país como o Brasil tem um peso específico e, colocando seu peso a favor da integração, ou melhor, do diálogo com esses vários países, sua voz será mais forte. Será mais ouvida. Ouvida por quem? Pela Europa, pelos EUA, pelo Japão, pela China, os que realmente têm poder no mundo. Se nós falamos por um conjunto, temos muito mais poder do que falando sozinhos. Eu acho que é uma lógica caipira: “vamos nos isolar porque é melhor e estamos vivendo entre nós””.

Os ex-Chefes do Poder Executivo, Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso, que protagonizaram uma polarização política entre os anos de 1994 até 2018, se reuniram para um almoço à convite do ex-ministro Nelson Jobim.

De acordo com a publicação, os ex-presidentes tiveram “uma longa conversa sobre o Brasil, sobre nossa democracia e [sobre] o descaso do governo Bolsonaro no enfrentamento da pandemia”.

Após o encontro, o tucano foi até suas redes sociais para esclarecer que irá dar apoio ao candidato do PSDB nas eleições do ano que vem, todavia, destacou que em um eventual segundo turno entre o petista e Jair Bolsonaro, apoiadora Lula.

Avalie post