Bolsonaro chama Barroso de “criminoso” e chama apoiadores para atos dia 7 de setembro

 

Em entrevista a uma rádio gaúcha, Bolsonaro voltou a “atirar” contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso. O presidente chamou o ministro de “criminoso”, por sua atuação contra a PEC que poderia instituir um voto impresso no Brasil. A entrevista aconteceu hoje, 02.

É nítido que o presidente da república não engoliu a derrota da PEC do voto impresso e o alto na entrevista foi Luís Roberto Barroso.

“No ano passado, o Congresso iria aprovar a PEC do Voto Impresso. O que o Barroso fez? Ele era presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Foi para dentro do Parlamento e se reuniu com líder no dia seguinte, trocaram vários integrantes das comissões de modo que votaram contra a PEC do Voto Imprenso. Já no plenário, nós não conseguimos 308 votos e acabamos perdendo. Então, uma interferência direta do Barroso dentro do Congresso para não aprovar o voto impresso, o que é crime previsto na Constituição. O Barroso é um criminoso… Barroso, tu és um mentiroso”, afirmou o presidente.

7 DE SETEMBRO

Na mesma entrevista a rádio do Rio Grande do Sul, Bolsonaro convocou os seus apoiadores para manifestações no dia 7 de setembro.

“Ninguém quer dar golpe, vai ter eleição. Mas queremos transparência. Nunca havia convocado movimento de rua, mas estamos convidando agora para o 7 de setembro”, afirmou. Da nossa parte não queremos protesto para fechar isso ou aquilo” falou o presidente.

(Imagem: UOL)

LEIA MAIS:

Eduardo Bolsonaro diz que disputa entre seu pai e Lula está empatada

Bolsonaro indica juízes para o Superior Tribunal de Justiça

Ciro Gomes diz que “não há caminho” para apoiar Lula no segundo turno contra Bolsonaro

Bolsonaro reduz a diferença para Lula entre os mais pobres, aponta pesquisa

Entenda como funcionará o Auxílio de R$720 prometido por Bolsonaro em agosto

3.5/5 - (2 votes)