Caixa informa que Auxílio Gás será de R$ 110 em agosto

Na próxima semana mais precisamente no dia 09 de agosto, a Caixa Econômica Federal vai dar início ao pagamento do Auxílio Gás para mais de 5,6 milhões de famílias, no valor de R$ 110,00.

O pagamento será realizado conforme o digito final do Número de Inscrição Social, mais conhecido como NIS. As datas são as mesmas datas das parcelas do Auxílio Brasil, que teve o calendário de pagamento deste mês antecipado.

Devido a emenda constitucional que elevou benefícios sociais, o Auxílio Gás teve o valor dobrado a 100% do preço médio do botijão de P13 nas parcelas deste mês (agosto), outubro e dezembro. Já no ano que vem, o benefício voltará a valer metade do preço médio do botijão.

A Caixa Econômica Federal faz o cálculo de acordo com as pesquisas da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que até o décimo dia útil de cada mês divulga o preço médio dos seis meses anteriores do botijão P13. Dessa forma, a cada dois meses, como é feito o pagamento do benefício, o valor pode mudar.

De acordo com a Caixa o Programa tem duração de 5 anos, com os pagamentos sendo realizados a cada 2 meses e só podem fazer parte do programa quem está incluído no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e tenha pelo menos um membro da família que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC), lembrando que a lei que criou o programa defini que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica.

Qualquer dúvidas sobre o benefício as pessoas podem fazer uma consulta nos aplicativos Caixa Tem e Auxílio Brasil ou ligar para a central de atendimento da Caixa, no número 111.

( Imagem: Prefeitura Goiania)

LEIA MAIS:

Bolsonaro chama Barroso de criminoso; e chama apoiadores para atos dia 7 de setembro

Eduardo Bolsonaro diz que disputa entre seu pai e Lula está empatada

O que saber sobre o confronto Bolsonaro-Lula no Brasil

Inflação de serviços supera varejo pela primeira vez desde setembro em São Paulo

Bolsonaro reduz a diferença para Lula entre os mais pobres, aponta pesquisa

Avalie post