Cédulas com vantagem para Trump são encontradas na Geórgia durante recontagem

Du­rante re­con­tagem de votos na Geórgia, nos Es­tados Unidos, foram des­co­bertas mais de 2,6 mil cé­dulas elei­to­rais não com­pu­tadas na pri­meira apu­ração. O ma­te­rial es­tava no con­dado de Floyd, a cerca de 120 quilô­me­tros de Atlanta, a ca­pital. O ge­rente do sis­tema de vo­tação da Geórgia, Ga­briel Ster­ling, afirmou à im­prensa norte-ame­ri­cana que o erro se deu em razão de “falha hu­mana, e não do equi­pa­mento”. O pre­si­dente Trump tem apon­tado vá­rios pro­blemas e fa­lhas no sis­tema elei­toral.

As cé­dulas não foram con­tadas porque os fun­ci­o­ná­rios não trans­fe­riram os votos de um cartão de me­mória para uma má­quina de lei­tura. De acordo com o diário Atlanta Journal-Cons­ti­tu­tion, Trump deve re­ceber apro­xi­ma­da­mente 800 votos lí­quidos a mais no Es­tado por conta dessa des­co­berta. Con­tudo, se­gundo a pu­bli­cação, a quan­ti­dade é pe­quena para en­curtar a dis­tância de 13 mil votos que o se­para do de­mo­crata Joe Biden, con­si­de­rado eleito pela grande mídia pro­gres­sista. As in­for­ma­ções são da Re­vista Oeste.

Avalie post