Eduardo Bolsonaro decreta: “Esse ano será Jair ou já era”

 

O deputado federal Eduardo Bolsonaro declarou, nesta quinta-feira (10), acreditar que apoiadores do presidente Jair Bolsonaro serão perseguidos caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja eleito nas próximas eleições. Para o parlamentar “esse ano aí é Jair ou já era, ou então pode fazer suas malas”. A declaração foi feita em conversa com aliados no Twitter Spaces.

“Algumas pessoas falam para mim: ‘Eu queria ver só uma semana sem Bolsonaro, com Haddad presidente, Lula presidente’. Eu falo que eu não quero nem ver. Eu sei o tanto de perseguição que a gente vai sofrer, de regulação de mídia e tudo. Então, esse ano aí [2022] é Jair ou já era. Ou então pode fazer suas malas”, disse Eduardo Bolsonaro, logo após afirmar seu pai é o “único capaz de levar adiante suas bandeiras”.

Em outro momento da conversa, o deputado afirmou que Bolsonaro terá maior dedicação à campanha deste ano, tentando também eleger aliados em cargos executivos e legislativos pelo Brasil.

“Certamente o presidente vai entrar mais de cabeça nessa eleição, para senador, governador e deputado federal”, afirmou.

A conversa também teve participação de Gil Diniz, deputado estadual do PL em São Paulo, e Paulo Chuchu, vereador de São Bernardo do Campo pelo PRTB, e foi mediada pelo jornalista Eduardo Matysiak.

Avalie post