Em meio a crise, primeiro-ministro do Peru renuncia pelo Twitter

Nesta quarta-feira, 03, o primeiro-ministro do Peru, Aníbal Torres, surpreendeu a todos após postar no Twitter que apresentou sua renúncia ao presidente Pedro Castillo. O premiê era visto como um dos aliados mais leais do presidente.

De acordo com a postagem, sua renúncia se deve por “razões pessoais”, porém a renúncia vem num momento conturbado da política peruana, pois o presidente Castillo está sendo investigado por suposta corrupção no entorno do governo. Castillo enfrenta cinco investigações criminais diferentes, inclusive uma por suposta obstrução de Justiça. Até agora, sobrevive a alguns pedidos de impeachment.

O presidente peruano ainda não se pronunciou sobre a renúncia de seu fiel escudeiro ou disse quando nomeará um substituto. Mas a tendência é que o presidente não demore para não cair ainda mais sua popularidade.

Pedro Castillo foi empossado presidente em 28 de julho de 2021, em clima de crise. Militares aposentados lançaram carta aberta para que o alto-comando das Forças Armadas não reconhecesse o novo governo do partido Peru Libre, que se declara abertamente marxista-leninista.

Anibal Torres agradeceu muito a oportunidade e confiança para exercer a função que lhe foi confiada. Ainda na postagem na rede social, o advogado informou ainda que vai voltar a dar aulas no Peru.

( Imagem: SBT)

LEIAS MAIS:

Bolsonaro grava vídeo pedindo doações para campanha eleitoral

Eduardo Bolsonaro diz que disputa entre seu pai e Lula está empatada

Lula chama Bolsonaro de “troglodita” e diz que o presidente vai levar surra nas urnas

Ciro Gomes diz que “não há caminho” para apoiar Lula no segundo turno contra Bolsonaro

Adélio Bispo, que esfaqueou Bolsonaro, passou por perícia e dependendo do resultado poderá ser solto

5/5 - (9 votes)