Em meio a época eleitoral, Petrobras anuncia nova redução do preço da gasolina

A partir desta sexta-feira (29/07), o preço médio de venda da gasolina vendida pela Petrobras às distribuidoras terá redução de R$3,89 para R$3,71 o litro. Isso equivale a uma queda de 3,88% ou R$0,15 por litro. O reajuste foi anunciado pela Petrobras nessa última quinta-feira (28/07).

A empresa reduziu o preço da gasolina pela segunda vez consecutiva. No último dia 19/07, a estatal tinha comunicado que o valor do combustível seria diminuído em R$0,20 por litro. Assim o preço tinha caído de R$ 4,06 para R$ 3,86, preço comercializado no último dia 10 de maio.

A Petrobras informa que essa diminuição no valor do combustível segue a evolução dos preços de referência, que se estabilizaram em nível abaixo para a gasolina.

A estatal ainda argumenta que o reajuste “é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio”.

Preço nos postos

Os valores cobrados pela estatal às distribuidoras são apenas um dos aspectos para definição do preço cobrado ao consumidor. Outros fatores são os impostos e a parcela de distribuidoras e revendedores.

Segundo a Petrobras, ao considerar a mistura obrigatória de 73% da gasolina A e 27% de etanol anidro para compor a gasolina vendida nos postos, a parcela da Petrobras no valor ao consumidor passará, em média, de R$ 2,81 para R$ 2,70 a cada litro vendido nos postos.

Alteração na política de reajustes

Conforme anúncio da empresa, o conselho de administração e o conselho fiscal supervisionarão a execução da política de preços.

Para isso, a cada dois meses a diretoria executiva da Petrobras — que estabelece os reajustes de combustíveis — precisará comunicar aos dois conselhos sobre a evolução dos valores da gasolina, diesel e gás no país. Também será preciso informar a participação da estatal em cada mercado.

Apesar da supervisão dos conselhos, a Petrobras informou que a diretoria executiva continuará estabelecendo os valores dos combustíveis. Além disso, os reajustes seguirão sendo realizados com base na política de Preços de Paridade de Importação (PPI).

imagem: (UOL ECONOMIA)

LEIA MAIS:

Levantamento aponta que o preço da gasolina no Brasil esta abaixo da média mundial

Grupo da Anatel aprova projeto-piloto para levar internet a 181 escolas

Caixa Econômica Federal libera microcrédito de até R$3 mil

Carteira de crédito no Brasil soma R$ 92 bilhões de inadimplência, a maior desde 2012

Facebook reformula feed principal da rede para atrair jovens e enfrentar TikTok

Avalie post