Senador Randolfe Rodrigues pede que Alexandre de Moraes “adote medidas” contra Bolsonaro

Randolfe Rodrigues, senador pelo partido Rede, ingressou nesta sexta-feira (28), com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo para que o ministro Alexandre de Moraes “adote as medidas cabíveis” contra o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, após o mandatário não comparecer na oitiva na PF.

Na ação, o congressista argumenta que o Chefe de Estado teria cometido crime de desobediência por não ter cumprido uma ordem da Justiça. Segundo o pedido do senador, além de crime comum, esse delito também se enquadra como crime de responsabilidade, passível de uma abertura de um processo de impeachment.

Ademais, Randolfe também usou o documento para atacar Bolsonaro, afirmando que o mandatário vem “demonstrando seu mais cristalino desprezo pelo Poder Judiciário e reiterando seu costumeiro ataque às instituições democráticas e republicanas, optou por desobedecer a ordem exarada por Vossa Excelência [Moraes] e faltar ao depoimento”.

Bolsonaro não cumpre ordem de Moraes

Nesta sexta-feira (29), o presidente Jair Bolsonaro não cumpriu uma determinação do ministro Alexandre de Moraes, que havia determinado que ele prestasse um depoimento na sede da Polícia Federal para tratar acerca da divulgação de um inquérito que corria sob segredo de Justiça.

Em agosto do ano passado, Jair falou acerca de uma investigação sobre um ataque hacker contra o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Avalie post