FMI destaca rápida resposta do governo Bolsonaro à crise da pandemia que impediu que até 23 milhões de pessoas entrassem na extrema pobreza

FMI destaca que a resposta rápida do governo do Brasil à crise da pandemia impediu que até 23 milhões de pessoas entrassem na extrema pobreza.

Sem o auxílio, esse percentual teria aumentado de 6,7% para 14,6%

O BRASIL MANDOU BEM!

Avalie post