Moro e MBL formam união política

Como já era de se esperar, Moro e MBL se demonstraram traidores mais uma vez, ambos já foram apoiadores de Bolsonaro no passado, e hoje unem forças contra Jair. O Movimento Brasil Livre anunciou seu apoio ao ex juiz Sérgio Moro e também iniciou as migrações de lideranças para o partido Podemos, o qual abriga Moro nesta corrida presidencial.

O deputado Arthur do Val (mais conhecido por Mamãe Falei), a coordenadora do MBL, Adelaide Oliveira e o vereador Rubinho Nunes, participaram desta filiação, tendo como objetivo disputar cargos na Câmara.

O deputado federal Kim Kataguiri, um dos maiores símbolos do MBL, assinou uma ficha simbólica enquanto espera por uma alternativa para abandonar o DEM antes de uma janela partidária.

Além disso, Arthur do Val revela que o MBL vem trabalhando noite e dia para impulsionar fortemente a candidatura de Moro, afirmando que este será a terceira via.

Além das figuras do MBL, o ex ministro de Jair Bolsonaro também compareceu no evento, General Santos Cruz, deputado federal André Janones e também a deputada Renata de Abreu.

Moro lança seu discurso político
O discurso político do ex juiz será pautado no combate à corrupção, e pretende usar o anti petismo para alavancar seus eleitores. Sergio demonstra estar confiante, ao afirmar categoricamente que será o próximo presidente do Brasil. Uma aliança entre MBL e Sergio foi firmada recentemente, e afirmou que seu objetivo é conquistar o público jovem e esperançoso.

Mas a realidade demonstra que Sergio não possui chance alguma de competir com Jair Bolsonaro na corrida eleitoral, levando-se em conta que o ex juiz não possui apelo populacional e muito menos carisma para tanto.

Avalie post