MS confirma primeira morte por varíola dos macacos no Brasil

O Ministério da Saúde confirmou hoje, 29, a primeira morte por varíola dos macacos no país. A morte foi registrada ontem, 28, na cidade de Uberlândia (MG).

De acordo com as informações do Ministério da Saúde, o paciente era um homem de 41 anos e estava internado no Hospital Eduardo de Menezes, em Belo Horizonte, e ainda tinha comorbidades e era imunossuprimido.

O boletim mais recente da pasta aponta que já foram contabilizados 1.066 casos país, sendo 823 deles somente no estado de São Paulo. Há também 124 diagnósticos no Rio de Janeiro; 44 em Minas Gerais; 21 no Paraná; 15 no Distrito Federal; 13 em Goiás; 5 na Bahia; 4 em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Ceará; 3 em Pernambuco; 2 no Espírito Santo e no Rio Grande do Norte; e 1 no Acre e em Tocantins. Os números podem variar em relação aos das Secretarias Estaduais de Saúde por causa do tempo de notificação ao ministério.

Desde o último fim de semana, a doença passou a ser tratada pela OMS como emergência sanitária global. No mundo, já foram confirmados mais de 18 mil casos em 78 países. Mais de 70% das infecções vêm da Europa e 25%, das Américas.

A varíola dos macacos é transmitida de uma pessoa para outra por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados, como roupas de cama.

Quais são os sintomas da varíola dos macacos?

Primeiro, acontece o período de invasão, que dura até 5 dias. Neste momento, o paciente pode apresentar:

  • Febre;
  • Dor de cabeça forte;
  • Inchaço nos linfonodos (conhecido popularmente como “íngua”);
  • Dor nas costas;
  • Dores musculares;
  • Falta de energia intensa.

imagem: R7

Leia mais:

Entenda como funcionará o Auxílio de R$720 prometido por Bolsonaro em agosto

Kim Jong-Un avisa que Coreia do Norte está preparada papa mobilizar arsenal nuclear

Petrobras reduz preços da gasolina em R$ 0,15 nesta sexta (29)

Federação do Comércio envia sugestões ao Banco Central para simplificar operações cambiais

Exército israelense mata palestino de 16 anos na Cisjordânia

Avalie post