Podemos decide se unir à campanha de Simone Tebet

 

O Podemos anunciou na noite de ontem (5) o apoio à candidatura de Simone Tebet (MDB) à Presidência da República. Com a confirmação desse apoio, o MDB tem agora três partidos na aliança pela candidatura de Simone Tebet: o PSDB, o Cidadania e agora o Podemos. O Podemos chegou a discutir o lançamento de uma candidatura do senador Álvaro Dias, mas a direção do partido decidiu se juntar à campanha de emedebista.

Ao lado de Tebet, a presidente nacional do Podemos, deputada federal Renata Abreu (SP), destacou a chapa composta por mulheres e exaltou a participação da mulher na política. Para ela, Tebet e sua candidata a vice, Mara Gabrilli, funciona como uma solução para o que ela classificou como tempos de ódio por causa da política.

“O Brasil está muito dividido. A política tem gerado ódio, divisão, e, mais do que nunca, precisa desse olhar cuidadoso, maternal. Precisa do instrumento que de fato vai mudar nosso país, que é o amor. Por isso estamos engajadas, eu, Simone Tebet e Mara Gabrilli (vice), para mostrar que nossa força está viva. As mulheres irão à luta”, disse a presidente do Podemos.

Tebet exaltou o histórico das candidatas da chapa e criticou o chamado “orçamento secreto”. É assim que passaram a ser conhecidas as emendas do relator-geral do Orçamento, que, na prática, podem ser usadas como moeda de troca de favores políticos por não haver informação clara de quem as recebe e qual o valor repassado.

“Nossa candidatura é uma candidatura de ficha limpa. Ela está pronta para dizer não à corrupção e sim ao combate à corrupção. O desvio de dinheiro público está matando no posto de saúde, na falta de remédio e médico. Está matando o futuro das nossas crianças, que não têm creche e não têm ensino de qualidade”, disse Simone. “Dinheiro tem, só está sendo guardado, utilizado por meia dúzia de congressistas nos orçamentos secretos lá nos rincões dos municípios mais distantes do nosso país, sem sabermos se efetivamente o dinheiro chegou”.

(imagem: JC concursos)

LEIA MAIS:

Mais 156 milhões de brasileiros estão aptos a votar em 2022

EUROPA: Tecnologia de ponta ajudaria a enfrentar crise aérea mundial

Anistia Internacional acusa Ucrânia de colocar tropas em áreas povoadas e irrita Zelensky

Bolsonaro não ia, mas agora vai participar de entrevista no JN

Anitta diverge do PT e apoia Molon para o Senado no Rio de Janeiro

Avalie post