Rússia diz que EUA estão diretamente envolvidos nos combates na Ucrânia

Moscou acusou, os Estados Unidos de estarem “diretamente envolvidos” na guerra na Ucrânia, através do fornecimento do apoio de inteligência e ao coordenar, os ataques com mísseis do exército ucraniano.

O líder da inteligência militar ucraniana, Vadym Skibitsky, falou a um jornal britânico sobre parcerias entre agentes ucranianos e norte-americanos. E com isso, o porta-voz da Defesa russo, Igor Konashénkov, apontou as declarações, como provas de que EUA e Ucrânia coordenam as operações dos lança-foguetes móveis HIMARS.

“A administração de Joe Biden é diretamente responsável por todos os ataques de mísseis aprovados por Kiev em áreas residenciais e infraestruturas civis em áreas povoadas de Donbass e outras regiões que causaram a morte de muito civis“, disse o Ministério de Defesa da Rússia em comunicado.

Já Vadym Skivitsky negou que os EUA interfiram ou apontem os alvos a serem atingidos, mas não descartou que ambos os países troquem informações antes de cada ataque.

Segundo fontes a posição oficial dos Estados Unidos sobre estarem envolvidos na guerra é de total apoio econômico e logístico aos ucranianos. Nesta semana, os EUA anunciaram um novo pacote de ajuda militar para a Ucrânia, de 550 milhões de dólares, que inclui projéteis e lança-foguetes HIMARS.

(Imagem: DW)

LEIA MAIS:

Bolsonaro grava vídeo pedindo doações para campanha eleitoral

Bolsonaro chama Barroso de criminoso e chama apoiadores para atos dia 7 de setembro

Bolsonaro indica juízes para o Superior Tribunal de Justiça

Ciro Gomes diz que “não há caminho” para apoiar Lula no segundo turno contra Bolsonaro

Ministro da Economia da Argentina anuncia pacote de medidas para tentar salvar o país

Avalie post